Font Size
   

Estética da Periferia

 

Estética da Periféria :: Estética da Periferia  Estética da Periféria :: Estética da Periferia  Estética da Periféria :: Estética da Periferia  Estética da Periféria :: Estética da Periferia  Estética da Periféria :: Estética da Periferia  Estética da Periféria :: Estética da Periferia

De 26 de julho a 23 de setembro de 2007

Curadoria de Gringo Cardia e H.D. Mabuse

O Museu de Arte Moderna Aloísio Magalhães tem se notabilizado pela investigação crítica da produção moderna e contemporânea, bem como uma reflexão apurada dos desafios lançados pelo mundo atual em relação aos museus. Desde os anos 1960 as instituições museológicas, em geral, e artísticas, em particular, estão sob suspeita e em consequência, em transformação. Este estado de revisão deve-se em grande parte às reformulações incitadas pelos movimentos sociais e pelo olhar questionador que toma a sociedade a partir da Segunda Guerra Mundial. Assim como todas as instituições e valores instituídos, a atuação dos museus não é mais um pressuposto seguro e estável, porém, acima de tudo, é construção e negociação, principalmente no que se refere às suas versões, qualidade, história e arte. Portanto, questões como “qual o papel que os museus desempenham na sociedade no século XXI? Quais são os critérios que norteiam a constituição de seus acervos? Como se dá sua interlocução com o público e com os artistas? Como se comportam diante das mudanças econômicas geradas pelo estágio avançado do capitalismo? Como se posiciona diante da diversidade e da abertura da arte atual? Como o museu lida com os fluxos cada vez mais rápidos e determinantes de informações e de bens simbólicos?” Apresentam-se cada vez mais cotidianas.

Receber a mostra Estética de Periferia representou para o MAMAM um passo importante no seu trajeto de formulação institucional e de auto-questionamento. A mostra lidou com aspectos relevantes de poder e de legitimação, pegando como mote a crescente visibilidade que o termo “periferia” tem ganhado um discurso fechado sobre a questão, mas de levantar dúvidas e discussões sobre o assunto. O museu renovou seu compromisso de ser um lugar não de certezas absolutas, mas arena de embates, encontros e reformulações.

Assinar Newsletter

Nome
E-mail*

Redes Sociais

facebook_icon   wordpress_logo   twitter_icon   youtube_icon  Museu de Arte Moderna Aloisio Magalhaes